21.11.06

A "arte" que anda por aí e que eu vou descobrindo

No domingo dei um pulo à Gulbenkian, mais uns amigos, com a intenção de ver uma exposição, Diálogos de Vanguarda, que acabamos por não ver pois as filas eram enormes, e uma instalação de Matej Krén, book cell. Uma construção de livros onde entrar é estonteante, mas fascinante.


Entrei numa livraria. Puz-me a contar os livros que ha para ler e os anos que terei de vida. Não chegam, não duro nem para metade da livraria.
Deve certamente haver outras maneiras de salvar uma pessoa, senão estou perdido.
Almada, A INVENÇÃO DE UM DIA CLARO



De um senhor brasileiro chamado Vik Muniz, descobri um trabalho, digo antes mostraram-me, que não sei como chamar, se escultura ou pintura.

Saturn, after Goya
Detalhe


I Am Too Sad To Tell You, after Bas Van Ader
Detalhe
Mais aqui.



Nota: Arte no título entre aspas apenas pela ambiguidade do termo. Na minha tambem pouco clara e precisa, muito subjectiva noção de arte, isto é arte.

1 Comments:

Anonymous Oliveira Salazar said...

De que vale a Arte, quando ainda não instalaste o NFS Carbon?

10:32  

Enviar um comentário

<< Home